ANUNCIE AQUI E SAIA VENCEDOR

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Corpo de criança é encontrado dentro do sofá da casa do tio em Ibirité (MG)

Kevin Gomes Sobral, de dois anos, estava desaparecido desde o dia 24 de julho

Uma criança de dois anos que estava desaparecida desde a última quinta-feira (24) foi encontrada morta na madrugada desta segunda-feira (28) em Ibirité, na região metropolitana de Belo Horizonte. O corpo de Kevin Gomes Sobral estava dentro do sofá da casa de um tio, que mora ao lado de sua residência no bairro Sol Nascente.  
Segundo a PM (Polícia Militar), o menino teria sumido no dia 24 e um Boletim de Ocorrência do desaparecimento da criança foi registrado na mesma data. No último domingo (27), a mãe da criança inclusive esteve na Delegacia de Desaparecidos buscando informações sobre o filho, mas não conseguiu nada.  

Famílias se recusam a deixar apartamentos próximos ao viaduto Guararapes

Até o momento, 27 famílias deixaram os imóveis e 15 se recusaram a sair do local
Teve início neste domingo (27) a remoção das famílias que vivem em condomínios próximos ao viaduto Guararapes, cuja alça sul desabou no último dia 3 matando duas pessoas e deixando outras 22 feridas. Entretanto, algumas famílias se recusaram a deixar os imóveis.  
Segundo balanço divulgado pela Comdec (Coordenadoria Municipal de Defesa Civil), 15 famílias do bloco 3 do condomínio Savana e dos blocos 8 e 9 do Condomínio Antares não aceitaram a assistência oferecida pela construtora Cowan, empresa responsável pela obra de construção do viaduto e que também realizará a demolição da alça norte do elevado. Essas famílias permanecem em seus apartamentos.

Amigo diz que Rafael Ilha parou de tomar remédios e estava “inquieto” dias antes de ser preso

Segundo ex-produtor do grupo Polegar, medicamentos seriam psiquiátricos

O ex-produtor do grupo Polegar afirmou que Rafael Ilha parou de tomar remédios psiquiátricos e que estranhou o comportamento dele, dois dias antes de o ex-cantor ser preso em Foz do Iguaçu (PR). Carlos Muniz disse que aconselhou o amigo a não interromper o uso da medicação para dependência química.
— Ele estava inquieto, fuma muito. Então, ele ficava um pouco, saía lá fora, fumava, voltava, conversava um pouco, ia lá fora e fumava. Eu falei para ele: “Rafael, você parou de tomar o remédio?”. Ele falou: “Parei”. Eu falei: “Você sabe que não pode parar de tomar remédio”.
O ex-guitarrista do Polegar, Marcelo Souza, ficou espantado com a notícia.
— Ele está muito bem resolvido na família, com filho, esposa, está muito bem resolvido profissionalmente, preparando o livro dele. Ele está levando uma vida muito bacana.
Rafael Ilha e a mulher dele, Aline Kezh Felgueira, foram presos na última segunda-feira (21), na Ponte da Amizade — fronteira do Brasil com o Paraguai. Eles estavam voltando do país vizinho de moto-táxi quando foram abordados por agentes da Receita Federal e da Polícia Federal. Aline carregava uma bolsa com uma espingarda calibre 12, munições e uma arma de choque.
O advogado José Beraldo, que defende Rafael, disse que ele gosta de colecionar armas e que a espingarda seria regularizada no Brasil, para uso em um sítio do ex-músico. O delegado Ricardo Cubas, que autuou o casal em flagrante tem outra história.
— A única versão que nós temos é a versão que ele apresentou no momento da prisão, dizendo que ele havia comprado essa arma pra defesa pessoal, porque ele reside em uma área afastada, uma chácara, e ele utilizaria essa arma pra sua defesa.
Carlos Muniz desconhece o suposto hobby do amigo.
— Isso não existe. O Rafael colecionador de armas, essas coisas... Não acredito [que tenha comprado para uso pessoal]. Ainda mais uma arma daquele tamanho.
Na sexta-feira (25), a Justiça Federal concedeu liberdade ao casal mediante pagamento de fiança: R$ 40 mil para ele e R$ 15 mil para ela. A quitação do valor deverá ser feita nos próximos dias, de acordo com o advogado. Os dois responderão em liberdade por tráfico internacional de armas, com pena que varia da quatro a oito anos de prisão.
Assista à reportagem completa:

domingo, 27 de julho de 2014

MAIS VOTADOS Deputados rendem mais de R$ 111 milhões para fundo

Tiririca conseguiu sozinho R$ 29,9 milhões para o PR


Rio de Janeiro. Deputados federais não são só capital político: eles também representam a garantia de engorda dos cofres das legendas, que, com grandes bancadas e votações expressivas, acabam recebendo mais dinheiro na distribuição do Fundo Partidário. 

Levantamento do jornal “O Globo” com base em informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) revela que os dez deputados federais mais votados em 2010 renderam R$ 111 milhões no último mandato, entre 2011 e 2014.

VIÉS Santander ‘avisa’ sobre Dilma

Banco envia a “clientes vips” análise afirmando que reeleição da presidente prejudicaria economia


Extrato. Texto sobre os reflexos da reeleição de 
Dilma Rousseff na economia foi divulgado 
em extrato mensal de correntistas “select”
Brasília. O banco Santander fez um alerta a seus clientes mais ricos: se a presidente Dilma Rousseff se estabilizar nas pesquisas de opinião para as eleições de outubro ou voltar a subir, a bolsa irá cair, os juros subir e o câmbio se desvalorizar. Ou seja, a economia vai se deteriorar.

O alerta foi dado nos extratos de julho do banco Santander para os clientes do segmento Select, que têm renda de mais de R$ 10 mil por mês. Esse posicionamento tem sido comum entre analistas do mercado financeiro, e os mercados têm refletido essa mesma análise.

CASO PEDRO I Famílias começam a se preparar para deixar casas no entorno do viaduto

Inicialmente, moradores foram informados que o hotel já está pronto para recebê-los; quem decidir por ficar deverá assumir os riscos


Cidades - Super - Do dia - Belo Horizonte 
MGMONITORAMENTO
Prefeitura comea a vistoriar viadutos da 
avenida Pedro INos 
proximos 30 dias, segundo a PBH, as estruturas 
serao avaliadas e comparadas para 
“Não é confortável deixar a minha casa, mas se é uma medida de segurança adotada pela Defesa Civil – que atua para zelar pela nossa integridade – devemos buscar essa alternativa”. A frase é da advogada Kelly Bahia, de 41 anos, moradora do condomínio Antares, que fica ao lado do viaduto Batalha dos Guararapes na avenida Pedro I, que desabou no dia 3 de julho, no bairro São João Batista, em Venda Nova. Ela e o filho deixarão a casa em que moram para se acomodar em um hotel. A decisão da moradora foi tomada depois de receber um comunicado da Defesa Civil de Belo Horizonte, neste sábado (26), informando que todas as famílias que moram no entorno do viaduto começarão a ser transferidas neste domingo (27).

Suspeito de matar jovem em festa é espancado até a morte em Belo Horizonte

Crime aconteceu na mesma rua, em Santa Tereza, oito horas depois da primeira morte
Trecho onde o corpo de Cleidimar Mendes foi encontradoGoogle Street View / Reprodução
O homem suspeito de matar a facadas um jovem em uma festa julina foi morto por espancamento neste sábado (26) poucas horas depois do crime. A segunda execução também aconteceu na rua Conselheiro Rocha, no Santa Tereza, região leste de Belo Horizonte.
Cleidimar Mendes André, 27 anos, estava dentro de casa quando dois homens invadiram o local. Eles atiraram duas vezes para arrombar a porta. A vítima sofreu um disparo na perna direita e foi arrastada para fora de casa. Na rua, Cleidimar Mendes foi espancado com uma viga de concreto, de acordo com relatos de testemunhas à Polícia Militar.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Cowan se compromete a pagar por demolição de alça norte de viaduto que desabou

Segundo o Ministério Público, objetivo é acelerar retirada dos escombros
186 famílias precisam ser retiradas da região antes de demoliçãoRecord Minas
A Cowan, empresa responsável pela construção do viaduto Guararapes, quedesabou matando duas pessoas no início do mês, assinou um termo de audiência no qual se compromete a realizar e arcar com todos os custos da demolição e remoção dos escombros da alça norte do viaduto, que ainda está de pé.
A companhia tomou a decisão em reunião com o Ministério Público de Minas Gerais, a Sudecap (Superintendência de Desenvolvimento da Capital) e a Procuradorador-Geral do Município de BH, Rúsvel Beltrame Rocha, na tarde desta quinta-feira (24).

Sininho e outros 2 ativistas são soltos após 12 dias presos no Rio; saída é marcada por tumulto

Sininho, Camila Jourdan e Igor D'Icarahy foram beneficiados por habeas corpus
Para mim essa tal de sininho e seus asseclas 
não tem nada de ativista, são baderneiros e 
querem apenas aparecer
Cabo Fernando
A Seap (Secretaria de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro) informou às 17h50 desta quinta-feira (24) que os ativistas Elisa de Quadros Pinto Sanzi, a Sininho, Camila Aparecida Rodrigues Jourdan e Igor Pereira D'licarahy foram soltos. Eles estavam detidos desde a véspera da final da Copa do Mundo no Complexo de Gericinó, em Bangu, zona oeste do Rio. Manifestantes que acompanhavam a soltura impediram que fotógrafos e cinegrafistas registrassem a saída dos ativistas e houve tumulto e bate-boca. Fotógrafos foram agredidos.

Primo do goleiro Bruno diz que corpo de Eliza está próximo ao aeroporto de Confins (MG)

Jorge Rosa Sales fez revelação em entrevista concedida à rádio Tupi, do Rio de Janeiro

Jorge Rosa Sales atualmente vive no Rio de JaneiroReprodução/Super Rádio Tupi
O primo do goleiro Bruno Fernandes,condenado pela morte da modelo Eliza Samudio, Jorge Rosa Sales, revelou nesta quarta-feira (24), em entrevista à rádio Tupi, do Rio de Janeiro, que o corpo de Eliza foi enterrado em um terreno próximo ao Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte. Sales era menor na época do crime e chegou a cumprir medida socioeducativa pela participação no assassinato da modelo.

Novo comandante quer Tropa de Choque na rua para reduzir criminalidade em SP

Coronel Nivaldo Restivo falou com exclusividade ao R7 uma semana após assumir o cargo
Coronel Restivo (foto) tem 32 anos de trabalho na Polícia MilitarDaia Oliver/R7
Três sirenes tocam no CPChq (Comando de Policiamento de Choque) para avisar a chegada do comandante ao prédio, localizado na Luz, centro de São Paulo. Alguns subordinados se apresentam ao coronel Nivaldo César Restivo, que assumiu a chefia no último dia 12, apesar de o oficial já ser um nome conhecido na divisão. Aos 49 anos, Restivo tem 32 de Polícia Militar, 18 deles dedicados ao Choque.  
Na última terça-feira (22), o coronel recebeu com exclusividade o R7. Com fala calma e posicionamento claro sobre o trabalho da PM, ele adiantou que vai usar parte da Tropa de Choque nas ruas da capital para reduzir os índices de criminalidade. A cidade fechou o mês de junho com aumento de 42% no número de roubos. Algumas semanas depois, o governo  anunciou uma dança das cadeiras em algumas chefias.
O novo comandante foi nomeado no lugar do coronel Carlos Celso Savioli, que foi para a assessoria militar do Tribunal de Justiça de São Paulo. Desde o dia 12, Restivo é responsável por batalhões como a Rota, o Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais), o COE (Comando de Operações Especiais), o canil, a cavalaria, além do efetivo usado muitas vezes em manifestações de rua.

quarta-feira, 23 de julho de 2014

NOVIDADE Novo prédio administrativo da PBH terá 80 metros e 18 andares

CIDADES - BELO HORIZONTE - MG - 22.07.2014 Imagens ilustrativas 
do projeto do que sera o Centro Administrativo de Belo 
Horizonte FOTO : Divulgacao / PBH

Projeto arquitetônico é do escritório Gustavo Penna Arquiteto e Associados, que ganhou o Concurso Público Nacional de Projetos de Arquitetura

A Prefeitura de Belo Horizonte apresentou nesta terça-feira (22) o projeto de arquitetura vencedor do concurso que escolheu a melhor proposta para a construção do novo Centro Administrativo da cidade que será erguido onde hoje está o estacionamento do terminal rodoviário da capital. A proposta vencedora foi a do escritório do conceituado arquiteto mineiro Gustavo Penna e prevê que seja erguido um edifício de 13 pavimentos sobre um vão de 20 metros. O imóvel irá abrigar todas as secretárias municipais e autarquias e receberá mais de 8.000 
CIDADES - BELO HORIZONTE - MG - 22.07.2014 Imagens 
ilustrativas do projeto do que sera o Centro Administrativo 
de Belo Horizonte FOTO : Divulgacao / PBH
Os principais diferenciais que fizeram o projeto vencer os outros 75 que estavam na disputa foi a preocupação com a mobilidade urbana, priorizando o transporte público, e a preservação da vista da fachada do atual prédio do terminal rodoviário. Pelo projeto, serão apenas 300 vagas de estacionamento. Está previsto ainda a que a estação da futura linha 3 do metrô de Belo Horizonte esteja no subsolo do edifício. Além disso, uma passarela vai servir como ligação para uma ciclovia que irá do térreo e percorrerá todo o edifício.
"Estamos construindo um grande prédio que será todo irrigado pelo transporte público. Terá metrô, Move e incentivo aos uso da bicicleta. Por isso não é preciso se preocupar com um possível impacto do trânsito na região com a nova construção", explicou o secretário adjunto de Planejamento e Gestão, Vítor Valverde.
CIDADES - BELO HORIZONTE - MG - 22.07.2014 Imagens
 ilustrativas do projeto do que sera o Centro Administrativo 
de Belo Horizonte FOTO : Divulgacao / PBH
Como o edifício será erguido a 20 metros de distância do chão não haverá prejuízos para vista do prédio da rodoviária que é tombado pelo patrimônio. A estrutura será sustentada por três grandes pilares. Isso vai criar uma extensa área coberta, de quase 10 mil m², que servirá como um praça de convivência.
Outra ação prevista que foi diferencial no projeto é a esplanada que será criada por cima do complexo da lagoinha, permitindo a ligação da rodoviária com a praça do peixe. “Essa proposta realmente nos impressionou. Permite uma ligação direta entre o centro e a Lagoinha, com as pessoas podendo ir a pé, sem os obstáculos como viaduto e a linha férrea. Isso ajuda muito a revitalizar não só a regïão que vai sofrer as intervenções, mas estimula a recuperação da Lagoinha”, explicou o coordenador do concurso, o arquiteto José Júlio Vieira.
Implantação
CIDADES - BELO HORIZONTE - MG - 22.07.2014 Imagens 
ilustrativas do projeto do que sera o Centro Administrativo 
de Belo Horizonte FOTO : Divulgacao / PBH
A construção do Centro Administrativo de Belo Horizonte será viabilizada por meio de uma Parceria Público Privada (PPP). Já foi aberto o Procedimento para Manifestação de Interesse (PMI) e três empresas já se mostraram interessadas. De acordo com o secretário municipal adjunto de Planejamento e Gestão, Vítor Valverde, explica que a prefeitura já tem uma ideia de como será o modelo de PPP, mas que ainda está em fase de estudos para definição do projeto.
“Inicialmente já sabemos que é possível ofertar à iniciativa privada a exploração do centro comercial que será montado no edifício. Além disso, a empresa que ganhar a licitação também poderia explorar o estacionamento, mas ainda estamos recebendo as sugestões do setor privado."
O valor máximo do para construção do complexo é de R$ 450 milhões.
O Tempo

Acusados de chacina em casa de show no São Geraldo são inocentados

Crime ocorreu no dia 26 de agosto em uma casa
de shows no bairro São Geraldo
Os dois acusados de participar da chacina que resultou em três mortes e deixou dois feridos em uma casa de show no bairro São Geraldo, região Leste de Belo Horizonte, foram inocentados. Luciano Beiral de Oliveira e Jean Paulo Santos foram julgados na terça-feira (22) e, no fim da noite, os jurados decidiram pela absolvição dos crimes. Para o Conselho de Sentença, não foi comprovada a participação dos réus no triplo homicídio. O Ministério Público Estadual (MPE), responsável pela denúncia, já informou que irá recorrer da decisão.
 
Após a leitura da sentença, o juiz Ronaldo Vasques determinou a expedição dos mandados de soltura dos dois acusados, que estavam presos durante o andamento do processo. O magistrado ainda aconselhou que eles mudem a conduta para evitar novas acusações semelhantes.
 
Julgamento

Prefeitura vai remover famílias de condomínio ao lado de viaduto que desabou

A Prefeitura de Belo Horizonte decidiu na noite desta terça-feira (22) retirar os moradores de dois blocos do condomínio Antares, na avenida Pedro I, próximo ao viaduto "Batalha dos Guararapes", na região da Pampulha, que desabou no último dia 3 de julho. A remoção dos moradores será feita nesta quarta-feira (23).
A decisão aconteceu após o anúncio da construtora Cowan, nesta terça, que apresentou o resultado da perícia feita no projeto do viaduto, e alertou que a alça norte, que passou a ser escorada depois da tragédia, também corre o risco de desabar, já que projeto para a construção de ambas as alças foi o mesmo. Por causa desse resultado, a PBH decidiu pela medida para evitar o risco de uma nova tragédia na região. 
Durante a apresentação do laudo pericial, a construtora Cowan informou que foram detectadas falhas de concepção do projeto executivo feito pela Consol, o que provocou a queda do ramo sul do viaduto. Segundo a empresa, um erro de planejamento, que apontava a quantidade de aço que deveria sustentar o pilar do viaduto, foi a principal causa do desabamento. Com o erro, um dos pilares afundou, provocando a tragédia.
De acordo com relatório apresentado pelo diretor da Cowan, José Paulo Toller Motta, pelo calculista da Enescil Engenharia, Catão Francisco Ribeiro, e pelo perito e engenheiro Eduardo Vaz de Mello, membro efetivo do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia-Mineiro (IBAPE/MG) e membro titular da Associação dos Peritos Judiciais de Minas Gerais (ASPEJUDI/MG), o projeto foi feito com um décimo da quantidade de aço que deveria ser utilizada para suportar o peso da construção.
"O bloco foi dimensionado com um décimo do aço que deveria ter para equilibrar o peso do pilar e do viaduto sobre as estacas. Como não tinha esse aço, o peso se acumulou sobre duas estacas que ficavam bem nas laterais do pilar", afirmou Ribeiro.
Assista ao vídeo que mostra como foi o processo de construção do viaduto:

Dados técnicos
No parecer apresentado pela Construtora Cowan, ficou evidenciado que o aço necessário para os esforços à flexão deveria ser de 685 cm², mas o aço projetado para os mesmo esforços foi de 50,3 cm².
O aço necessário para os esforços de cisalhamento deveria ser de 184,1 cm², mas não foi considerado aço para os mesmos esforços, no projeto executivo fornecido pela Sudecap. O aço necessário para os esforços à torsão deveria ser de 10,2 cm², mas também não foi considerado no projeto entregue.
Conclusão do relatório
O documento apresentado pela empresa concluiu que "a ruptura estrutural do bloco do Pilar P3 foi por flexão e cisalhamento, uma vez que o projeto não previu armadura (aço) sufuciente para esses esforços".
Videos divulgados durante a coletiva da Construtora Cowan mostram o processo de construção do viaduto, explicando como aconteceram as falhas que resultaram no desabamento.
A Consol Engenheiros Consultores contestou a declaração da Cowan. Em nota, informou que a empresa não acompanhou a construção do viaduto "Batalha dos Guararapes", nem teve acesso a qualquer documento de controle da obra. Presidente do grupo, Maurício de Lana ressaltou que as informações preliminares indicam divergência entre o projeto elaborado e a execução do viaduto, mas que aguarda as conclusões da perícia oficial para identificar as reais causas da tragédia. Sem revelar o nome do calculista da Consol, Lana disse que é um profissional com “muitos anos de experiência no mercado”. A empresa atuou em outras intervenções de grande porte, como na Linha Verde.
A Secretaria Municipal de Obras, por meio da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), informou que tomará as providências que julgar necessárias em relação ao Viaduto Batalha dos Guararapes, tão logo analise o relatório apresentado pela Construtora Cowan. 
Prefeitura vai cobrar respostas
A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Coordenadoria Municipal da Defesa Civil, informou que tomou todas as medidas necessárias para monitorar a situação da Alça Norte do referido viaduto.
A pista da avenida Pedro I continua fechada para o tráfego de veículos e como há risco de queda da alça norte do viaduto a Prefeitura solicitou à Cowan que adote medidas de proteção civil para os moradores do entorno do viaduto. O trabalho será realizado sob a orientação da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil;
Foi solicitado, ainda, à Cowan que apresente de imediato, para análise, o projeto de demolição da alça Norte do viaduto Guararapes, conforme sugere o parecer apresentado pela empresa. A PBH garante que cobrará punição e ressarcimento por falhas em quaisquer etapas das obras.
Veja a galeria de imagens da tragédia:

Policial baleado dez vezes na Pampulha pode ter se envolvido com mulher de traficante

O sargento, de 46 anos, continua internado em estado grave; nenhum suspeito foi preso
Militar aguardava em uma moto quando foi abordadoRecord Minas
A confusão que terminou com um policial militar baleado dez vezes pode ter sido causada por uma mulher. O crime ocorreu na última segunda-feira (21), no bairro São Francisco, na região da Pampulha. O oficial, de 46 anos, continua internado em estado grave.
Segundo a própria Polícia Militar, a mulher que o sargento estava esperando quando foi atacado, com quem ele teria um envolvimento, também se relacionava com traficantes do aglomerado Vila Real.